Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Books News

My Books News

(Mais) Livros no meu radar

19.07.24

100 Portuguesas com História de Anabela Natário

 

Vinte Anos de Manicómio de Carmen de Figueiredo

 

O Calor É Que Te Vai Matar - Jeff Goodell


Há poucas semanas foi notícia a morte de milhares de muçulmanos na peregrinação a Meca por causa do calor. Quão surpreendidos devemos realmente estar com notícias como esta?
Infelizmente, não estou nada surpreendido e não deveríamos estar. Sabemos que o nosso mundo está a ficar mais quente e que este calor crescente é cada vez mais perigoso. Quando se tem milhares de pessoas numa peregrinação sob este calor extremo, actualmente é natural que haja vulnerabilidade e isso vai ter um custo.

(...)
Para mim, uma das coisas que essas notícias trazem à tona é quão desadequado o nosso mundo é ao clima actual. O nosso mundo foi construído para um clima que já não existe. Isso aplica-se às nossas cidades e às infra-estruturas urbanas, mas também se aplica à realidade cultural e religiosa.

https://www.publico.pt/2024/07/19/azul/entrevista/jeff-goodell-atirar-tinta-quadros-nao-activismo-eficaz-encenacao-2097598


sp.JPG

Uma prece ao mar de Khaled Hosseini

Curtas literárias 10.07.2024 (II)

10.07.24

1.

Para ler

Vitorino: “Estava no Largo do Carmo atrás de uma árvore quando o Salgueiro Maia mandou uma rajada de metralhadora pesada. Um ruído medonho”

Generation Franchise: Why Writers Are Forced to Become Brands (and Why That’s Bad)

 

2.

Sobre a blogosfera

No blog cabe o mundo inteiro - Uma carta de amor aos blogs.

Sobre a actual blogosfera - Reflexão e promessa.

 

3.

Livros no meu radar

clhoe.png 

E a Chloe Brown... acordou para a vida

Quando o mundo entra em confinamento, o apartamento da família mais parece uma prisão. Violet tem medo de deixar as janelas abertas, obcecada com a segurança, enquanto Nathan boicota as regras impostas. Isabel e Dan trocam ataques velados e suspiros frustrados. Robbie está preso na Islândia, sozinho numa cabana na montanha, tendo por companhia os seus pensamentos, as suas leituras e… uma vida secreta no Instagram.

 

Um livro, um espectáculo, uma série - o santo António já se acabou, que venha julho

Amílcar Cabral

08.07.24

Esquecemo-nos frequentemente da valiosa colecção que são as publicações da Imprensa Nacional Casa da Moeda. 

Claro que não ajuda que os preços sejam tão pouco convidativos. A edição deste livro de cartas (Abril de 2024), relembrou-me de um nome e um outro livro por ler.

a.JPG 

Amílcar Cabral é um nome que está há muito na minha lista de livros a ler. Um livro com o seu nome, estava sempre na mesa dos destaques, na biblioteca. 

É um detalhe importante, porque reflecte a minha ignorância e penso que, mais grave, a nossa ignorância colectiva sobre o colonialismo português.

a2.JPG

A verdade é que, até ver aquela capa (em 2018-2019?), eu nunca tinha ouvido falar de Amílcar Cabral.

Em 2020, foi reconhecido como o segundo maior líder mundial na história da humanidade, de acordo com uma classificação feita por historiadores para a "BBC World Histories Magazine". Esta avaliação foi resultado de um levantamento entre especialistas convocados pela revista, que foram solicitados a indicar a figura de liderança que, em sua opinião, mais significativamente exerceu poder de forma positiva sobre a humanidade. 

Wikipédia

 

Amílcar Cabral nasceu guineense e cabo‑verdiano, numa generosidade pan‑africanista que, paradoxalmente, haveria de ser a sua desgraça. Tenho para mim que foi uma das figuras mais interessantes do século XX, uma espécie melhorada (muito melhorada mesmo) de Che Guevara africano. O facto de o seu nome e de a sua obra dizerem hoje tão pouco às novas gerações de intelectuais africanos, e de ser praticamente desconhecido fora do continente, afigura‑se‑me uma enorme injustiça.

José Eduardo Agualusa 

 

Tenho 50 emails na minha caixa de correio, com conteúdos/ideias para este blog. Remontam a 2021 e não passam de lembretes que enviei a mim própria. Estou determinada a rever e publicar uma boa parte deles.

Poderia estar a ler? Sim, mas provavelmente não seria tão divertido. 

Nawal El Saadawi

03.07.24

Nawal El Saadawi, foi uma proeminente escritora, médica e feminista egípcia conhecida por suas obras que abordam os direitos das mulheres, a opressão de género e os desafios sociais e culturais no mundo árabe. Algumas de suas obras mais conhecidas incluem "Woman at Point Zero" e "The Hidden Face of Eve".

ne.JPG

Volta ao Mundo em Cem LivrosNawal El Saadawi

 

Tenho 50 emails na minha caixa de correio, com conteúdos/ideias para este blog. Remontam a 2021 e não passam de lembretes que enviei a mim própria. Estou determinada a rever e publicar uma boa parte deles.

Poderia estar a ler? Sim, mas provavelmente não seria tão divertido.