Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

My Books News

My Books News

Prémio de Literatura Infatil Pingo Doce: Evolução dos Prémios Literários

11.05.24

Um dos melhores livros infantis que me lembro de ler/ver (em adulta) foi o O meu livro tem bicho de Madalena da Luz Costa (texto) e Ricardo Ladeira de Carvalho (ilustração). 

o-meu-livro-tem-bicho-premio-literatura-infantil-p 

Foi o livro vencedor da 3.ª edição do Prémio de Literatura Infatil Pingo Doce, um prémio literário que trouxe para o panorama editorial infantil, verdadeiras jóias. 

 

Foi com muita pena que li sobre a transição de um prémio destinado a editar projectos inéditos, para um que premeia livros editados.

 

A essência de prémios que celebram obras inéditas reside muitas vezes na oportunidade de descobrir e apoiar autores emergentes, conferindo-lhes visibilidade e reconhecimento. 

Num pequenos país como o nosso, para novos talentos literários, pode ser a diferença entre publicar e não publicar, já que dificilmente conseguirão chegar a uma edição e distribuição, como a que o Prémio de Literatura Infatil Pingo Doce permitia.

 

Não posso deixar de pensar que esta mudança está relacionada com a emergência da IA, já que premiar obras já editadas, pode ser uma forma de mitigar o risco de plágio, uma vez que essas obras já passaram pelo escrutínio editorial.

 

Espero sinceramente que tal mudança não comprometa a oportunidade de reconhecer e apoiar novos talentos literários.

2 comentários

Comentar post