Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Books News

My Books News

Blonde, o livro

30.09.22

bonde.JPG 

Na verdade, o audiolivro que (curiosamente) termina com uma entrevista a Joyce Carol Oates.

 

Estou a tentar não gastar mais dinheiro e a Netflix não é uma prioridade. Por isso, apesar de querer muito, ainda não vi o filme.

 

Mas é fascinante ler as primeiras reacções à adaptação da biografia ficionada de Marilyn Monroe (Netflix), por Joyce Carol Oates, com acusações de misogenia, exploração, entre outros. 

Naturalmente que fui a correr para a  conta Twitter da autora: Joyce Carol Oates (@JoyceCarolOates) / Twitter que, pelas partilhas que tem feito, parece ter gostado do filme.

Curiosamente (ou promenitório), as partilhas que fez, com elogios, são todas por autores do sexo masculino. 

 

Marilyn Monroe é personagem (a escolha da palavra foi intencional) adorada, mas só quem nunca leu Joyce Carol Oates poderia achar que iriam sentir-se bem, após ver este filme.

Os cenários habituais da sua obra são a violência, o abuso e a morte. Aliás, a autora começou por escrever dentro do género do gótico e do horror.

 

Blonde é tanto Norma Jean como Marilyn Monroe, ambas numa espiral de declínio até à morte. 

 

E foi  precisamente esse aspecto que interessou o realizador: fazer um filme sobre uma pessoa que se vai suicidar, ignorando todo o seu legado (pontualmente mencionado no livro).

O realizador deixou claro que o seu foco era explorar as suas fraquezas e é isso que parece ser tão difícil para quem vê.

Parece haver um sentimento generalizado de clamor pela revitimização da atriz (mulher?). Ou talvez estejamos simplesmente fartas de ver mulheres reduzidas a vítimas, no grande ecrã, uma revitimização quase sempre associada à exploração do corpo.  

Curtas literárias 22.09.2022

22.09.22

1.

 Este ano não fui à feira do livro do Porto. 

 

2.

Depois de vadiar pelo Prime Video, durante um mês, voltei aos livros. 

Terminei de ouvir Vesper Flights, de Helen Macdonald e voltei aos Murderbot Diaries de Martha Wells.

Bendito Scribd

Se decidirem fazer uma inscrição grátis no SCRIBD, poderiam utilizar o meu convite?. Eu receberei 1 mês grátis e a/o convidada/o receberá 2 meses grátis, em vez dos habituais 30 dias grátis.https://www.scribd.com/g/62ck8b

 

3.

Para quem não conhece Martha Wells, a senhora já venceu tantos prémios, que recusou a última nomeação para o Prémio Nebula.

A mais recente obra, está no prelo e fala-se de uma adaptação televisiva de Murderbot Diaries.

Capturar.JPG

4.

Uma publicação Scribd (@scribd), fez-me notar que tinham no catálogo (infelizmente não é audio) o livro Game, Set, Match: Billie Jean King and the Revolution in Women’s Sports, de Susan Ware.

Já conhecia a história, mas tinha outro livro na minha TBR. 

A história é fascinante: na década de 70, um tenista fazia questão de se afirmar melhor que qualquer tenista do sexo feminino, desafiando-as para jogos mistos: A Batalha dos Sexos. Como devem adivinhar, ele perdeu para uma mulher.

 

5.

Eu nunca li os livros de George R. R. Martin, mas sou fã das actualizações sobre o seu último volume.

George R.R. Martin Gives 'The Winds of Winter' Update (esquire.com)

 

6.

Uma opinião, provavelmente, muito impopular: eu achei a nova adaptação da obra de Tolkien uma chatice, ao ponto de deixar episódios a meio.

 

7.

22 Novels You Need to Read This Fall ‹ Literary Hub (lithub.com)

7 Books Set in Pakistan - Electric Literature

Interview | Helen Hoang — reading women (readingwomenpodcast.com)

 

Novidades literárias para o Outono de 2022 ( internacional)

11.09.22

Tenho de confessar que conheço melhor as novidades literárias internacionais, que as nacionais. É que vou tendo acesso gratuito às primeiras pelo NetGalley e dinheiro insuficiente para comprar as segundas.

 

Capturar.JPG

Por isso, notei que o Outono de 2022 tem algumas novidades interessantes, nomeadamente um novo romance de Cormac MacCarthy (25/10), o vencedor de um Pulitzer que não publicava um romance desde The Road, em 2006.

 

 

Capturar.JPG

E por falar em Pulitzers, a autora de Brockeback Mountain escreveu um ensaio de não ficção sobre os pântanos/zonas húmidas e o seu papel na captação de carbono da atmosfera (29/9). Tenho lido/ouvido coisas interessantissimas sobre o tópico, pelo que fiquei muito curiosa.

 

Outras novidades interessantes:

 

Madly, Deeply - The Diaries of Alan Rickman - Alan Rickman (publicação póstuma)

Alan Rickman escreveu as suas memórias, não tendo vivido o suficiente para as publicar.

 

Readme.txt -  Chelsea Manning 

Mais um livro de memórias da activista Chelsea Manning que foi encarcerada por divulgar informação militar confidencial dos EUA, incluindo referentes ao massacre de Ishaqi.

 

Butts: A Backstory  - Heather Radke

Um livro sobre cus. Preciso de dizer mais? 

 

Our missing hearts - Celeste Ng 

É surreal que ainda não tenha lido Celeste Ng, porque não há livro dela que não ache interessante e este, não é diferente. 

a deeply suspenseful and heartrending novel about the unbreakable love between a mother and child in a society consumed by fear

 

The World We Make - N.K. Jemisin 

A autora é vencedora do prestigiado Hugo Award que celebra o melhor da ficção científica. 

Pág. 1/3