Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Books News

My Books News

Curtas 02.11.2021

02.11.21

1.

A ouvir uma sessão do Folio, com Ricardo Araújo Pereira e Dulce Maria Cardoso, graças à partilha do Nuno.

 

2.

Provavelmente os últimos livros que comprarei em muito tempo. Mas era uma autora muito desejada, porque ser reputadamente "demolidoramente divertida".

Comprado à Promobooks.

IMG_20211102_083730_165.jpg

 

3.

LibriVox Celebrates 16,000 Audiobooks!

 

4.

O cartaz de Juan Cavia para a Comic Con é fantástico.

 

5.

6 Buzzy Audiobooks for Awards Season

Curtas 01.11.2021

01.11.21

1.

Autora premiada em Espanha, afinal era 3 gajos. [CNN] Decidiram assumir-se, durante a entrega de prémios.

 

2.

Felicidade, de João Tordo, venceu o Prémio Literário Fernando Namora/Estoril Sol

 

3.

Balada para Sophie eleita a melhor BD de autor português, na AmadoraBD

4.JPG

 

4.

2021 Kirkus Prize

1.JPG

a novel that offers a chilling vision of our inescapable dystopian future

2.JPG

powerfully vulnerable and bleakly funny memoir reveals the author struggling to shake off the restrictive, frequently dangerous role of a gay, Black man in America

3.JPG  

This work of middle-grade nonfiction is written with the suspense and pacing of a thrilling adventure novel.

 

5.

How to Read the 'Dune' Book Series in Order

Leituras de Outubro

01.11.21

É tão ridícula como verdadeira a seguinte afirmação: eu não consegui ler em mais em Outubro por causa de um gato que gosta de se colocar entre mim e o livro e/ou morder páginas.

IMG_20211011_203432_605.jpg

Ainda assim, li, embora muito menos.

 

Como referi anteriormente, estou a reler o Novas Cartas Portuguesas de Maria Isabel Barreno, Maria Teresa Horta e Maria Velho da Costa, na edição organizada e anota por Ana Luísa Amaral.

 

O fantasma dos Canterville e outros contos, Oscar Wilde 

#lerosclássicos2021 - horror ou gótico            #estaçõesliterárias - autor LGBT+

É uma leitura que é também uma releitura porque já conhecia alguns dos contos.

Vou falar apenas do conto o O fantasma dos Canterville, de Oscar Wilde já que estamos em Outubro.

Imaginem uma pragmática família americana, num castelo assombrado inglês. O resultado é hilariante, como só Oscar Wilde nos poderia dar.

Wilde tece aqui uma apurada crítica à sociedade vitoriana, entretida com a popularidade do espiritismo, na forma de sessões espíritas.

 

A duke by Scot - Amy Jarecki NetGalley

#estaçõesliterárias - Um livro do teu género favorito

Capturar.JPG

Lady Julia St. Vincent não tem escolha a não ser se vestir de homem e aceitar o cargo de mordomo do duque de Dunscaby.

Este romance tenta continuar o cliché do casamento com duques rebeldes, mas querendo dar resposta ao feminismo, com uma personagem feminina empreendedora que, apesar de lady, também trabalha para poder sustentar o pai endividado e doente.

O resultado é, todavia, inverosímil porque nem com muita benevolência consegui acreditar que este homem não seria capaz de perceber que a mulher e homem, sem qualquer disfarce, eram a mesma pessoa.

 

O professor, Charlotte Brontë

#estaçõesliterárias - Um livro em que haja uma dinâmica escolar

#victober

 

William Crimsworth é um jovem inglês, órfão, que decide renunciar a todas as ajudas que poderia ter para subir na vida ou manter-se estável, tentando por si mesmo alcançar os seus objetivos e interesses...

 

E é muito chato. E não, ele não renuncia a todas as ajudas. Aliás, é com ajudas que irá obter empregos. Mas enfim...

Este é o primeiro romance de Charlotte Brontë onde se sente, numa jovem costureira, o embrião do que virá a ser Jane Eyre.

 

O estranho caso da velha curiosa, Agatha Christie

#IYGIRI2021:

Se tens, lê um livro que tenha sido escolhido da estante por outra pessoa (ou seja, a sobrinha mais nova)

Palavras para quê?

É Agatha Christie e, ao contrário do habitual, não foi Poirot, mas Miss Marple.

Dois comboios cruzam-se breve e lentamente às 16:50. Uma senhora idosa, acorda para se deparar com uma cena horrível: pela janela da sua carruagem, vê que na carruagem do outro comboio, uma jovem mulher está a ser estrangulada.

Terá sido real ou um sonho? A verdade é que ninguém acredita nela e o facto de não aparecer nenhum cadáver, não ajuda nada.

O resto é Agatha Christie no seu melhor.